Detran terá que voltar a entregar documentos por empresa

Atendendo a uma liminar da Combo Logística e Transportes, o juiz Paulo Guilherme Mazini, do Tribunal de Justiça do Paraná, determinou que a empresa continue responsável pelas entregas de documentos emitidos pelo Detran-PR (Departamento de Trânsito do Paraná).

Alegando falta de qualidade nos serviços exigidos pela autarquia, com atrasos nas entregas dos documentos, a direção do Detran informou no dia 20 de dezembro que o contrato com a Combo Logística e Transportes não seria renovado.

Com isso, os Correios voltariam a assumir o serviço a partir do dia 26 de dezembro. Para justificar a não renovação do contrato, o Detran informou que no último mês, cerca de 16 mil motoristas não receberam os documentos encaminhados, o que representaria 10% do total emitido no período.

Por sua vez, a Combo Logística e Transportes disse que faz as entregas com base nos dados repassados pelo Detran e que diminuiu os prazos internos para que as mesmas sejam feitas “o mais rápido possível”.

A assessoria do Detran-PR informou que a autarquia ainda não foi notificada sobre a decisão judicial e por isso não irá se pronunciar.