O que é o CBD, componente da cannabis liberado no Brasil

A procura pela venda de óleo CBD (canabidiol) tem aumentado cada vez mais, e diversas pessoas ainda está na dúvida para entender o que é o CBD e para que serve. Recentemente, a ANVISA (Agência Nacional  de Vigilância Sanitária) afrouxou as regras para importação do produto, o que fez com que as buscas pelo óleo aumentassem vertiginosamente.

Muitas pessoas estão buscando alternativas aos produtos farmacêuticos com efeitos colaterais adversos – remédios mais sincronizados com os processos naturais. Ao explorar como funcionamos biologicamente em um nível profundo, o CBD pode fornecer alívio para dores crônicas, ansiedade, inflamação, depressão e muitas outras condições.

O canabidiol (CBD) é um composto natural encontrado na cannabis, uma planta com uma rica história como medicamento que remonta ao menos 5 mil anos. Hoje, as propriedades terapêuticas do CBD estão sendo testadas e confirmadas por cientistas e médicos em todo o mundo.

Uma substância segura e não viciante, o CBD é um dos mais de cem “fitocanabinoides”, exclusivos da maconha e confere à planta seu perfil terapêutico amplo.

O CBD está intimamente relacionado a outro importante fitocanabinoide bioativo: o tetra-hidrocanabinol (THC), o composto que causa o “barato” pela qual a cannabis é famosa. Estes são os dois componentes da cannabis que foram mais estudados pelos cientistas.

Tanto o CBD quanto o THC têm atributos terapêuticos significativos. Mas, diferentemente do THC, o CBD não faz uma pessoa se sentir “chapada” ou intoxicada. Isso ocorre porque o CBD e o THC agem de maneiras distintas em diferentes receptores no cérebro e no corpo.

O fato de o CBD ser terapêuticamente potente, além de não intoxicante e fácil de usar na forma de óleo, o torna uma opção de tratamento atraente para quem é cauteloso ao experimentar cannabis pela primeira vez.

O canabidiol já tem sido utilizado, especialmente nos Estados Unidos, onde o produto já foi liberado em 30 estados, contra doenças como artrite reumatóide, alzheimer, demências, Parkinson, Esclerose Múltipla, entre outras.