Município e Santa Casa propõem mais R$ 1,2 mi de investimento na UTI-Covid

A administração do hospital e o prefeito vão reforçar o pedido ao governo do Estado para credenciamento de mais sete leitos de UTI-Covid. – Foto: Divulgação


A diretoria da Santa Casa esteve reunida na manhã desta segunda-feira (29) com o prefeito Tauillo Tezelli e o secretário municipal de Saúde, Sérgio Henrique dos Santos, para tratar sobre o enfrentamento da pandemia de Coronavírus. A administração do hospital e o prefeito vão reforçar o pedido ao governo do Estado para credenciamento de mais sete leitos de UTI-Covid.

“A Santa Casa e o município vão investir R$ 1,2 milhão para estruturar os leitos. Precisamos do Estado o credenciamento para custeio”, explica o secretário municipal. Segundo o presidente do hospital, Pedro Montans Baer, cada paciente da UTI-Covid custa entre R$ 5 mil a R$ 7 mil por dia. “Aumentou muito o preço dos materiais e medicamentos devido a demanda”, explica o presidente.

Atualmente a Santa Casa conta com 9 leitos custeados pelo SUS (todos ocupados) e 6 mantidos por convênios, dos quais 2 ocupados. “Já entramos em contato com os deputados que nos representam para nos ajudar a reforçar esse pleito. E continuamos fiscalizando e insistindo para que a população também faça sua parte para conter a disseminação desse vírus”, disse o prefeito.