Hemepar ressalta importância da doação de sangue

A Secretaria de Estado da Saúde celebra nesta segunda-feira (25) o Dia Nacional do Doador de Sangue ressaltando a importância deste ato de amor e solidariedade.

O Hemepar é o órgão responsável no Paraná pela coleta, armazenamento, processamento, transfusão e distribuição de sangue para 385 hospitais públicos, privados e filantrópicos, além de atender 92,8% de leitos SUS no Estado. “O sangue é a vida que corre nas veias dele”, assim que Clarice Raimunde se refere às transfusões que seu filho Marcos Daniel de Quadros (Marquinhos) de apenas cinco anos, recebe regularmente no Hemepar – Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná.

Há um ano e três meses, Marquinhos trata a Talassemia Major (doença que impede a produção de hemácias – responsáveis por carregar o oxigênio para as células) através de transfusões de sangue no ambulatório do Hemepar Curitiba. Somente em 2018,

Marquinhos recebeu 11 bolsas com concentrado de hemácias e em 2019, de janeiro a novembro, mais 16. Esse tratamento só foi possível graças a, no mínimo, 27 doações de sangue.

DADOS

Na Hemorrede no primeiro semestre de 2018 foram feitas 110.959 entrevistas com doadores, e um total de 91.262 bolsas de sangue coletadas. No primeiro semestre de 2019, 111.215 entrevistas e 91.492 bolsas. Nos meses de julho, agosto, setembro e outubro, em 2018, 53.310 candidatos e 43.295 bolsas e, no mesmo período em 2019, cerca de 50.498 candidatos e 41.135 bolsas coletadas, o que demonstra uma diminuição significativa neste segundo semestre.

INVESTIMENTOS

Neste ano, o Governo do Estado já investiu cerca de R$ 2,267 milhões em equipamentos e pesquisas em toda a Hemorrede, além de um pouco mais de R$ 550 mil em recursos federais. Ainda em 2019 estão previstos mais de R$ 1,2 milhão entre recursos estaduais e federais para inovação e tecnologia, além de melhorias visando à segurança transfusional dos pacientes e doadores.

REDE

A Hemorrede, como é chamada a rede do Hemepar, é uma instituição referência no Paraná em hemoterapia e hematologia e possui 23 unidades, sendo: um Hemocentro Coordenador, quatro Hemocentros Regionais, uma Agência Transfusional, nove Hemonúcleos e oito unidades de coleta e transfusão.

PARA SER DOADOR 

Estar em boas condições de saúde; ter entre 16 e 67 anos (menores de idade com autorização e presença do responsável legal); pesar no mínimo 51 quilos; estar descansado e alimentado (evitar alimentação gordurosa nas quatro horas que antecedem a doação); apresentar documento oficial com foto (Carteira de Identidade, Carteira do Conselho Profissional, Carteira de Trabalho, Passaporte ou Carteira Nacional de Habilitação).
Homens podem doar sangue a cada 60 dias e no período de 12 meses até quatro doações e mulheres em um intervalo de 90 dias e no período de 12 meses até três doações.

IMPEDIMENTOS TEMPORÁRIOS

Gripe ou resfriado: aguardar sete dias após a cura; diarreia: aguardar sete dias após a cura; durante a gravidez: 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana; amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses); ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação; tatuagem nos últimos 12 meses; piercing nos últimos 12 meses (piercing genital e oral 12 meses após a retirada); tratamento dentário: período varia de 1 a 7 dias; situações nas quais houve maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses) e outras situações a serem avaliadas.

IMPEDIMENTOS DEFINITIVOS

Hepatite viral após os 10 anos de idade; diabetes insulinodependente; epilepsia ou convulsão; hanseníase; doença renal crônica; antecedentes de neoplasias (câncer); antecedentes de acidente vascular cerebral (derrame); evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: hepatites B e C, Aids (Vírus HIV), doenças associadas ao HTLV I/II e doença de chagas.

Agência Estadual de Notícias