Ex-presidente da Santa Casa fala em calamidade e pede apoio de prefeitos

Laurani disse que a situação é de calamidade – Foto: Divulgação

Diante da epidemia de coronavírus, o ex-presidente do hospital Santa Casa e Campo Mourão, José Carlos Laurani, atualmente tesoureiro da instituição pediu que toda a região trabalhe unida para o combate da doença.

Laurani afirma que tem se dedicado nos últimos anos para que todos tenham atendimento adequado. “Neste momento, temos que trabalhar juntos. Precisamos da união dos prefeitos da Comcam em prol da Santa Casa. Senhores prefeitos, sigam o que o prefeito Tauillo de Campo Mourão está fazendo.  Peçam aos moradores de suas cidades que fiquem em casa. Os leitos de UTI estão todos praticamente ocupados”, conclamou.

Segundo ele, o hospital precisa de camas, equipamentos de proteção aos profissionais, respiradores, monitores, álcool em gel, entre outros. O ex-presidente lembra que os profissionais da saúde estão exaustos e muitos deles afastados. “Precisamos da ajuda de vocês com profissionais de todas as áreas; médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem. Senhores prefeitos da Comcam, façam a sua parte, nos ajudem com as necessidades de equipamentos e profissionais, e acima de tudo, fechem o comércio das suas cidades”, pede Laurani.

O isolamento social, segundo ele, é o único caminho para conter o vírus. “Com a 3ª morte em Campo Mourão, podemos dizer que a situação é de calamidade. Sei que o desgaste econômico é de grande proporção para todos, mas perder um ente querido por não haver a prevenção de isolamento social ou não ter leito de UTI disponível, ou não poder fazer um velório, também são situações desgastantes, de grandes proporções. A situação é muito grave! Peço a todos que colaborem, cada um à sua maneira e que fechem o comércio até o dia 20 de abril.”