Acamdoze precisa da união e não do afastamento das Câmaras, defendem vereadores

Vereadores pediram na manhã deste sábado (5), durante assembleia extraordinária online da Acamdoze (Associação das Câmaras Municipais da Microrregião Doze), mais união das Câmaras Municipais para o fortalecimento da entidade representativa. A reunião foi para deliberar assuntos internos da Associação.

Na ocasião, o presidente da Câmara de Terra Boa, Wilson Esposto, comentou a desfiliação da Câmara de Engenheiro Beltrão, que tem três vereadores na mesa diretora da Acamdoze, inclusive o presidente. Ele fez um desabafo.

“Não querendo entrar no mérito, mas não é desta forma que vamos tocar a Acamdoze. Queremos união, e a Câmara de Engenheiro Beltrão não está demonstrando isso. A gente precisa agregar mais Câmaras. Não deixar a entidade por questões políticas”, comentou.

O presidente da entidade, Luiz Tavares Rosa, vereador de Engenheiro Beltrão, pediu ao vereador Gustavo Eiji, líder do governo na Câmara de Beltrão, para que dialogue com os vereadores e tente reverter a desfiliação. “Eu amo a Acamdoze e não meço esforço para trabalhar pela entidade. Sempre preguei a união da classe, mas para isso precisamos de uma entidade fortalecida. Para isso, venho fazer um apelo ao Gustavo para reverter a decisão. Eu tenho certeza que a nossa região e a Acamdoze vai ganhar muito com isso”, falou. “A Acamdoze é apartidária e não pode ser prejudicada pela política”, emendou.

Rosa destacou também a atuação de Eiji como vereador no município e como membro da diretoria da Acamdoze. “Acompanhamos o belo trabalho que você vem fazendo em Engenheiro Beltrão e na Acamdoze. E sabemos que você como líder do governo, e por sua representatividade política na Câmara, tem a possibilidade de reverter isso”, acrescentou.

A vereadora Naiany Salvadori (Campo Mourão), que também faz parte da diretoria da entidade, foi outra a pedir a união dos vereadores em prol da região e do fortalecimento da Acamdoze. “A região ganha com a Acamdoze mais forte. Se a desfiliação tem algum motivo específico que seja resolvido sem precisar deste afastamento”, disse Naiany, ao defender os trabalhos da atual diretoria. A vereador, aliás, não perdeu nenhuma reunião da Acamdoze desde o início de seu mandato.

O vice presidente da entidade, Valdir Hermes da Silva, também pediu ao vereador Gustavo que converse com os demais parlamentares e tente reverter a desfiliação da Câmara Municipal da Acamdoze. “A gente quer que a Acamdoze nunca termine. Por isso, pedimos aos vereadores novos que estão chegando que não se deixem influenciar por ações que possam prejudicar a entidade e que não se leve por politicagem”, comentou.

O vereador Gustavo Eiji, tesoureiro da Acamdoze, líder do governo municipal na Câmara, também fez o uso da palavra. Ele elogiou os trabalhos da atual diretoria e pediu que sejam ‘melhorados’ alguns pontos na questão da transparência para controle de gastos. Apesar da desfiliação já anunciada pela Câmara da cidade, ele defendeu a participação individual do vereador que queira continuar na entidade com pagamento proporcional. “Não sou contra a Acamdoze e nem estou questionando o trabalho do presidente. Pelo contrário, sabemos do seu esforço”, reconheceu.

 

DESFILIAÇÃO

Apesar de já ter aprovado lei revogando a lei que autorizava a filiação da Câmara a Acamdoze, o Estatuto da entidade rege que a desfiliação deve ser mediante resolução, o que não aconteceu. Além disso, a Associação ainda não recebeu requerimento oficializando o desligamento.