Comitê Gestor da MPE discute ações do Programa Cidade Empreendedora

Também foi debatido sobre compras públicas, licitações e a necessidade de dar mais agilidade em processos de abertura de novas empresas – Foto: Divulgação

Traçar metas do programa Cidade Empreendedora para 2019, entre elas a aprovação da Lei Geral da Microempresa, fez parte da pauta da primeira reunião do Comitê Gestor da MPE realizada na manhã desta terça-feira (16), no mini-auditório da prefeitura. Também foi debatido sobre compras públicas, licitações e a necessidade de dar mais agilidade em processos de abertura de novas empresas.

O consultor do Sebrae responsável pelo programa, José Alberto Salvadori, disse que o foco é desenvolver as micro e pequenas empresas instaladas no município, através do associativismo, acesso a mercados e à justiça, compras públicas, simplificação e desburocratização, incentivo à geração de empregos e inovação, desenvolvimento e educação empreendedora junto aos jovens alunos da rede municipal de ensino.

“Uma das primeiras metas para este ano é a aprovação da lei geral municipal que está no Poder Legislativo desde o final do ano passado”, disse Salvadori, ao destacar a necessidade de engajamento do poder público para o desenvolvimento do programa, que tem o apoio do Sebrae como entidade facilitadora das ações.

O vereador Edson Battilani falou sobre as dificuldades de licenciamento e cobrou que o comitê trabalhe nessa área para simplificar a abertura de empresas no município. O comando do Corpo de Bombeiros, que também esteve representado na reunião, explicou que em 2019 a instituição já vem atuando de forma simplificada na abertura de empresa o que deixou mais rápida as licenças.

O diretor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Eduardo Akira Azuma, agradeceu a participação de todos e expôs sobre a importância do trabalho do Comitê. “Os resultados desse trabalho já apareceram no ano passado e este ano com certeza teremos muitos avanços”, enfatizou Azuma.