Abrigo de animais “Gato Gordinho” promove Pizza Solidária

O abrigo de animais “Gato Gordinho”, criado pela agente de biblioteca Maria Célia Baran, está precisando de ajuda para manutenção. Sozinha, ela cuida de pelo menos 300 animais em uma chácara, próxima a Campo Mourão.

Apesar do nome, além de gatos, ela mantém no local ao menos 70 cães, gansos, uma égua e até galinhas. “Todos esses animais que mantenho na chácara foram vítimas de abandono por parte de seus donos. O nome Gato Gordinho surgiu porque a maioria são gatos, cerca de 150”, revela ela.

Os gastos com ração, medicamentos, veterinário, materiais para manutenção do abrigo, além de outros, giram em torno de R$ 4 mil a R$ 5 mil mensais. Por isso, todo mês Maria Célia é obrigada a promover algum tipo de ação entre amigos para angariar recursos.

No momento ela está vendendo a Pizza Solidária, a qual será entregue nesta sexta-feira e sábado, na rua Mato Grosso, 2.651. Interessados em ajudar o abrigo, podem adquirir a pizza por R$ 35,00, por meio do telefone Whatsapp: (44) 9 9886 2507, com Célia.

“Esse abrigo não faz parte de nenhuma ONG, nem recebe verba do governo ou da prefeitura. Mantenho com o meu salário, mas não é suficiente. As associações protetores de animais da cidade me ajudam, assim como algumas pessoas da sociedade”, disse ela.

Célia conta que morava na cidade, mas assim que começou a acolher alguns animais de rua, muita gente passou a deixar caixas de filhotes em sua porta, a ponto de ela se ver obrigada a vender a casa e comprar uma chácara, afastada da cidade para morar e cuidar os bichos.

“Não tinha mais jeito. Constantemente encontra caixas com animais abandonados na porta de casa e na cidade não tem jeito de cuidar. Fui obrigada a vender a casa e comprar uma chácara, onde agora tenho o controle dos animais e um lugar apropriado para mantê-los. Mas não é fácil. A ração subiu muito e meu salário não é suficiente. Vivo fazendo um empréstimo para pagar outro, tudo em prol desses animais.”