Município investe mais de R$ 2 mi para reformar sete unidades de ensino

São unidades de ensino cujos prédios necessitam de intervenções emergenciais – Foto: Divulgação

Quatro escolas municipais e três Centros de Educação Infantil (CMEIs) vão passar por reformas que devem ser concluídas no primeiro semestre de 2019. São unidades de ensino cujos prédios necessitam de intervenções emergenciais por apresentarem goteiras, infiltrações, entre outros problemas na estrutura.

A secretária municipal de Educação, Tânia Caetano, ressalta que das 41 unidades, 39 necessitam de melhorias. “Como o município não dispõe de recursos para atender todas, priorizamos as que apresentavam situação mais crítica neste primeiro planejamento de reformas. Mas esse trabalho vai continuar para que todas sejam reformadas até 2020”, afirma a secretária.

A Escola Municipal Cidade Nova, além da reforma também vai passar por ampliação, por isso é a que receberá o maior investimento. O contrato com a empresa vencedora da licitação é de R$ 834,6 mil. Na sequência as reformas de maiores valores vão contemplar as escolas Maria do Carmo Pereira (R$ 472,6 mil) e Parigot de Souza (R$ 362,9 mil), com melhorias nos telhados, cozinha, banheiros, troca de portas e pintura.

“Nessas escolas o processo licitatório está no prazo de recursos e por isso mesmo poderá até sofrer alteração de valores”, lembra a secretária. O CMEI São José (Jardim Alvorada) já está com contrato homologado, assim como o Criança Feliz (Vila Guarujá), cujas obras devem ser realizadas neste mês de janeiro.

“Aos poucos vamos melhorando as condições dos nossos prédios públicos, especialmente das escolas. Temos que agradecer aos vereadores, que economizaram recursos que tinham direito no orçamento e isso nos ajudou a levar adiante esses projetos de reformas”, enfatizou o prefeito Tauillo Tezelli.