Defesa Civil forma mais 8,6 mil brigadistas nas escolas estaduais

Desde abril, mais 8.599 pessoas, entre professores e funcionários da rede estadual de ensino, participam do Curso de Formação de Brigadistas Escolares – Foto: Arquivo/Defesa Civil

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Paraná comemora uma marca expressiva. Desde abril, mais 8.599 pessoas, entre professores e funcionários da rede estadual de ensino, participam do Curso de Formação de Brigadistas Escolares, promovido pelo “Programa Brigadas Escolares – Defesa Civil na Escola”, em parceria com a as secretarias de Estado da Educação e da Segurança Pública. O Curso vai até 30 de junho.

O programa é inédito no País e, em três anos, já atendeu cerca de 47 mil pessoas, beneficiando cerca de 5,8 milhões de alunos, professores e funcionários, direta e indiretamente. O programa chega a todos os 32 Núcleos Regionais de Educação espalhados pelo Estado e visa difundir a cultura da prevenção, com a formação de brigadas em todas as escolas estaduais e adequação das edificações às normas de prevenção contra incêndio e pânico.

“É um treinamento para salvar vidas, para tornar as escolas do Paraná cada vez mais seguras”, ressalta o Capitão Murillo Rotondo, coordenador pedagógico do Brigadistas Escolares. “Aqui no Paraná, por causa do curso, todos sabem como reagir a um incêndio, sair da área afetada, evacuar a escola, como ajudar uma criança especial em apuros. Aprendem a salvar vidas”, completa.

Rotondo explica que todas as 2.100 escolas estaduais do Paraná precisam ter ao menos cinco brigadistas, além de placas e iluminação de emergência e extintores dentro do prazo de validade e realizar um simulado de abandono da edificação por motivo de emergência a cada seis meses. Somente assim recebem o atestado de conformidade e estarão aptas pelo Conselho de Educação e Corpo de Bombeiros.

CURSOS

O programa Brigadistas Escolares é realizado em duas etapas. A primeira, de 60 horas, é teórica, com aulas a distância por meio do Plataforma Escola. São ainda mais 8 horas de atividades práticas, com bombeiros ensinando como reagir a princípios de incêndio, primeiros socorros e o atendimento pré-hospitalar até que o socorro chegue à escola.

Além disso, um vídeo educativo voltado para as crianças, de pouco mais de dois minutos, dá dicas de como reagir em casos de urgência – o material está disponível no site e nas mídias sociais da Defesa Civil. “São aprendizados que você leva para a vida, que vão muito além da escola e reforçam a importância de ser um brigadista”, afirma o Capitão.

Agência Estadual de Notícias