Movimento Maio Amarelo será aberto na quinta-feira

Em Campo Mourão o “Maio Amarelo” é realizado em parceria entre vários órgãos – Foto: Divulgação

A formatura de 50 agentes mirins de trânsito que estudam o 5º ano nas escolas municipais Florestan Fernandes e Mário Quintana vai marcar a abertura do Movimento Maio Amarelo, na próxima quinta-feira, dia 2 de maio, às 9 horas, na Associação Comercial e Industrial de Campo Mourão (Acicam).  “No trânsito o sentido é a vida” é o tema deste ano da mobilização, que é realizada em todo o mundo no mês de maio, com o intuito de conscientizar sobre o papel de cada um no trânsito.

Em Campo Mourão o “Maio Amarelo” é realizado em parceria entre vários órgãos, como a Diretran, Polícia Militar, SAMU, Corpo de Bombeiros, 8ª Ciretran, Tiro de Guerra e polícias rodoviária Estadual e Federal. “A cor amarela é usada para simbolizar o sinal de trânsito que indica Atenção”, explica o diretor da Diretran, Renato Ikeda, ao acrescentar que o trabalho é voltado a conscientizar as pessoas que todos estão inseridos no trânsito, seja como pedestre ou condutor de qualquer tipo de veículo.

Na sexta-feira (26), a Polícia Militar já realizou um “aquecimento” da mobilização com uma blitz na área central. A operação resultou na abordagem de 372 pessoas, além de 183 automóveis e 52 motocicletas. Foram realizadas 32 notificações e recolhidos 6 automóveis e 5 motos. No próximo dia 9, uma blitz educativa denominada “Se liga no trânsito”, será desenvolvida por vários órgãos ligados ao trânsito em bares da cidade no período noturno.

De 13 a 17 de maio, estão programadas ações voltadas a pedestres na área central, sempre das 11 às 12 horas. No dia 19, a ação será no Parque do Lago, às 14 horas, enquanto no dia 22 um passeio ciclístico a partir das 19 horas com concentração na Praça São José. Uma nova blitz educativa para motoristas está prevista para o dia 27 e o encerramento, no dia 30, será na Câmara de Vereadores, com o 1º Fórum Municipal “Trânsito, o Sentido é a Vida”.

O movimento mundial Maio Amarelo foi iniciado em 2014 com a finalidade de chamar a atenção da sociedade para a quantidade de vítimas de acidentes de trânsito em todo o mundo. O objetivo é promover uma ação de segurança viária coordenada entre o poder público e a sociedade civil. A mobilização começou por iniciativa do Observatório Nacional de Segurança Viária.