Campanha Vida no Trânsito desenvolve blitz educativa em CM

Blitz educativa foi realizada em estabelecimentos comerciais de Campo Mourão – Foto: Rafael Silvestrin/Tasabendo.com

A Polícia Militar de Campo Mourão, com apoio de funcionários do Detran, Diretran e Corpo de Bombeiros, realizou na noite desta quinta-feira, mais uma ação da campanha Vida no Trânsito. O grupo passou por bares, lanchonetes e outros estabelecimentos para orientar os frequentadores sobre os riscos que o consumo de bebida alcoólica representa para quem insiste em dirigir, mesmo depois de beber.

Denominada “Se Liga no Trânsito”, a ação tem como principal objetivo conscientizar as pessoas de que a imprudência no trânsito tem gerado um índice muito elevado de acidentes em Campo Mourão, resultando também em dezenas de mortes.

“Apenas em 2018, tivemos 24 mortes no trânsito em Campo Mourão, sendo a maioria das vítimas motociclistas, um número muito elevado, bem maior do que os óbitos por motes violentas, por exemplo, que somaram 14. A Campanha Vida no Trânsito foi instituída pelo Ministério da Saúde e acontece em âmbito nacional”, revela o 2º tenente Marco Aurélio Duarte.

A ação envolve vários órgãos de segurança, os quais atuam integrados visando orientar e modificar a cultura do mourãoense no trânsito. “Os dados revelam que a causa mais comum dos acidentes é a embriaguez ao volante, por isso os envolvidos nessa campanha passam de mesa em mesa oferecendo o uso do etilômetro, no caso uma mostra não oficial, que não mede o nível de álcool consumido, mas apenas para a pessoa perceber que naquele momento não estaria  em condições de dirigir”, explica.

A ação da Polícia Militar tem encontrado apoio das pessoas. A maioria, segundo o tenente, ao saber que o aparelho tem apenas o intuito preventivo, se mostra favorável à campanha. “Muitos chegam a se surpreender quando percebem que apenas um copo de cerveja já gera alteração no etilômetro. A proposta é justamente essa, que a pessoas entendam o risco que representa a mistura de álcool e direção, de forma que por meio dessa conscientização tenhamos um trânsito mais seguro em nossa cidade”, completa.