Motociclista que perdeu amigo em acidente pede justiça

Lucas Araújo chetgou a ser socorrido, mas morreu no hospital – Foto: Rafael Silvestrin/Tasabendo.com

O jovem Lucas Araújo, de 24 anos, foi mais uma vítima da violência no trânsito. Morreu em uma colisão traseira, enquanto trafegava na garupa da moto de seu amigo Valmir Leite, pela rodovia BR-272, na saída de Campo Mourão para Farol.

Os dois usavam a moto para se deslocarem ao trabalho, de uma propriedade rural até a sede urbana de Campo Mourão. Na noite de terça-feira (4) da semana passada, a viagem foi interrompida por um trágico acidente.

O motorista, supostamente de uma camioneta de cor branca, bateu violentamente na traseira da moto e fugiu do local sem ao menos parar para prestar socorro e acionar o Corpo de Bombeiros ou Samu. Os dois jovens foram lançados para longe do local do impacto, onde permaneceram inconscientes por algum tempo, até que outros motoristas parassem para acionar o resgate.

Valmir disse que só acordou quando já estava recebendo o atendimento das equipes de resgate. O amigo, em estado gravíssimo seguiu para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo. Hoje, já recuperado dos hematomas físicos, Leite permanece inconformado com a perda do amigo.

“Infelizmente o Lucas não resistiu, por isso peço que se alguém viu ou tiver conhecimento do carro que nos atropelou que ligue para a Polícia Militar no 190. Não vi nada após a batida, fiquei desacordado, mas dizem que o acidente foi provocado por uma camioneta branca”, informou.

Ele também nega que a motocicleta estivesse sem sinalização traseira. “Estava tudo funcionando direitinho. Tinha comprado pneus novos também porque a moto era o nosso meio de transporte diário para ir ao trabalho.” O motociclista conta que havia acabado de sair de uma estrada rural quando ocorreu a colisão.