Inverno rigoroso reduz doação de sangue no Hemonúcleo

Foto:Venilton Küchler

A chegada do inverno que este ano está bem mais rigoroso, fez diminuir muito o número de coleta de sangue no Hemonúcleo de Campo Mourão. Os doadores voluntários se afastaram e com isso o banco de sangue está com o estoque em baixa.

De acordo com o chefe do Hemonúcleo, Reginaldo Riguetti, a cada ano durante o inverno é natural a queda nas coletas de sangue. “Mas este ano com o inverno bem mais rigoroso, diminuiu ainda mais as doações. Antes recebíamos em torno de 50 doadores diariamente, mas com essa onda de frio, o número caiu quase pela metade”, disse ele.

Além do frio, doenças típicas do inverno como a gripe também impedem muita gente que tem a boa vontade de fazer a doação. “A maior carência que temos é pelo tipo RH negativo, mas todo tipo sanguíneo é sempre bem-vindo”, afirmou Riguetti.

VACINADO PODE DOAR

Pessoas imunizadas contra a Covid-19 podem fazer doações de sangue normalmente, desde que aguardem o período estipulado para cada tipo de vacina.

A Coranovac, da Sinovac/Butantan, estabelece um prazo de 48 horas após a aplicação para que o cidadão possa fazer doação de sangue. A AstraZeneca/Fiocruz, a Pfizer/Comirnaty/BioNtech e a Janssen pedem o intervalo de sete dias para a doação.