Povo reclama, vereadores recuam e salário fica como está

Também foi mantido o salário do próximo prefeito (R$ 20.581,02) e não mais o valor aprovado em primeiro turno ontem, de R$ 22.870 – Foto: Clodoaldo Bonete/Tasabendo.com

Em mais uma sessão bastante tumultuada, os vereadores de Campo Mourão voltaram atrás e, de forma unânime, desistiram de aprovar o reajuste para os eleitos na próxima legislatura: 2021/24. Com isso, quem vencer as eleições em 2020, vai receber durante o mandato, os mesmos R$ 7.073,47 da atual legislatura.

A proposta aprovada ontem elevaria o salário para R$ 7.860, enquanto o presidente da Câmara passaria a receber R$ 10.519. Agora o próximo presidente do Legislativo permanecerá com R$ 9.467,01.

PREFEITO

Também foi mantido o salário do próximo prefeito (R$ 20.581,02) e não mais o valor aprovado em primeiro turno ontem, de R$ 22.870.

O vice-prefeito, que passaria a receber R$ 1.110, terá subsidio de R$ 998,00, enquanto os secretários receberão R$ 11.320.08; o reajuste seria para R$ 12.579.

A emenda pela mudança foi dos vereadores Elvira Schen, Sidnei Jardim, Edilson Martins, Cabo Cruz, Olivino Custódio, Edson Battilani, Tucano. Edoel Rocha e o professor Cicero.

A sessão foi acompanhada por um público um pouco maior que o de ontem. Apesar da decisão dos vereadores pelo não aumento de salário, algumas pessoas AINDA se manifestaram, causando tumulto no local. Os vereadores que se pronunciaram destacaram a importância da participação popular para que o projeto fosse revisado.