Polícia Civil prende acusados de matarem travesti em Campo Mourão

Foto: Rafael Silvestrin/Tásabendo

Após um trabalho de investigação, a Polícia Civil de Campo Mourão conseguiu localizar e prender na cidade de Tijucas-SC os principais suspeitos de matarem Israel Santaella dos Santos, 22 anos (também conhecido como Sophia).

O crime aconteceu na Rua Cruzeiro do Oeste, nos fundos de um posto de combustíveis, no dia 17 de julho de 2017.

O delegado chefe de Campo Mourão, Nagib Nassif Palma, contou em coletiva que as investigações começaram a partir das imagens das câmeras de seguranças dos comércios. As filmagens mostram uma caminhonete prata, aparentando ser uma Amarok ou uma Ranger. O veículo para a uma quadra da onde aconteceu o crime. A vítima reconhece as pessoas que estavam no veículo e corre. Um homem sai do carro com uma faca na mão e começa a desferir vários golpes de faca. Uma outra pessoa se aproxima da cena e em seguida ambos fogem na caminhonete.

Segundo o delegado, a vítima já vinha sendo ameaçada por duas pessoas de SC. Nagib relatou ainda que a vítima levou pelo menos 40 facadas. ” Um crime com bastante violência, raiva que nos chamou a atenção”, acrescenta.

Após a identificação dos suspeitos e diante das provas, a Polícia Civil pediu a prisão temporária, já que as investigações estão chegando ao seu final.


Os investigadores de Campo Mourão, com apoio de policiais de Santa Catarina, localizaram os suspeitos em uma favela na cidade de Tijucas.

A principal motivação seria briga por questões de relacionamentos sexuais. Um dos acusados também é travesti.