Polícia Civil faz apreensão e interdita oficina mecânica em CM

Policiais apreenderam documentos e computadores para averiguação – Foto: Rafael Silvestrin/Tasabendo.com

A Polícia Civil acompanhada de fiscais do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros fez uma operação de busca e apreensão em uma oficina mecânica, na Perimetral Tancredo Neves, em Campo Mourão para averiguar o manuseio de produtos químicos de forma irregular, além de outras denúncias que chegaram ao Ministério Público.

O local foi interditado durante a operação iniciada nesta manhã. De acordo com as informações da Polícia Civil, a operação ocorreu com base em uma delação premiada de alguns funcionários da empresa ao Ministério Público, referente a supostos casos de estelionato, uso de laranjas para aquisição de objetos de valor, financiamentos em rede bancária e até a manipulação de produtos químicos e inflamáveis, em descordo com a legislação.

Os policiais apreenderam computadores e coletaram amostras de alguns produtos químicos para perícia. A Polícia Civil vai repassar mais detalhes da operação no decorrer do dia.

O delegado-chefe da 16ª Subdivisão Policial de Campo Mourão, Nilson Rodrigues disse que no local foi constatado crime ambiental, sem contar o risco que s produtos ofereciam a quem trabalhava na empresa e até a vizinhos em caso de explosão.

“No local estavam armazenados produtos químicos e altamente tóxicos. O risco era grande para quem manuseava esses produtos e em caso de explosão, poderia se assemelhar a uma explosão em posto de combustível, ou seja, até a vizinhança corria risco”, disse o delegado.

Rodrigues revelou que os produtos estavam armazenados de forma incorreta e o casal responsável pela empresa foi encaminhado para a delegacia. “Serão autuados por crime ambiental, pois estavam causando poluição ao meio ambiente.”

O delegado disse que o caso será investigado e o responsável pela empresa terá o sigilo bancário quebrado.