Morre mulher agredida pelo vizinho após denunciar maus tratos a animal 

Viviane era defensora dos animais e mantinha cerca de 10 a 12 cães e gatos

Agredida pelo vizinho por um tijolada na cabeça, após denunciar os maus tratos cometidos por ele contra um cachorro, Viviane Andrea dos Santos, de 33 anos, não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo no hospital Santa Casa de Campo Mourão. O crime ocorreu no dia 19 de setembro, na Travessa Antúrio, no jardim Paulista. 

Segundo as informações da própria vítima no dia do crime, após presenciar o vizinho agredindo um cachorro, com um pedaço de madeira, ela acionou a Associação de Defesa dos Animais e a Polícia Militar. 

No entanto, quando a PM chegou, o acusado já não estava mais no local. Mas assim que a polícia saiu, o homem retornou e foi até a casa de Viviane, quando a agrediu com um pedaço de tijolo. A PM retornou ao local e encaminhou o agressor para a delegacia  Após ser interrogado na delegacia, o agressor foi liberado.

O Samu prestou atendimento à vítima e a encaminhou ao hospital, onde ela permaneceu em estado grave, até a madrugada desta quarta-feira, quando acabou falecendo. A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar os fatos e agora o  homem deverá responder também pelo crime de homicídio. 

A presidente da Associação dos Protetores de Animais Independente (PAIS), Amanda Tonet lamentou o ocorrido. Ela disse que Viviane era defensora dos animais e mantinha cerca de 10 a 12 entre gatos e cães. “Estamos desolados. A Viviane oferecia lar temporário a animais e desde que foi internada eles já estavam sentindo a sua falta. Estamos prestando assistência, ajudamos até a pagar o aluguel, mas agora será muito triste tirar esses animais da casa e levar para um abrigo. Eles até dormiam com ela. Estamos arrasados”, lamentou Amanda. Segundo Amanda, o cão agredido pelo vizinho foi adotado.

Cachorro agredido pelo próprio dono foi adotado, segundo a PAIS