Mãe em casa, policial na rua: missão para poucas

Luciane Biondaro com a filha Rafaela – Foto: Clodoaldo Bonete/Tasabendo.com

Quem vê Luciane Biondaro Peters ao lado da filha Rafaela, de oito anos, na maior troca de afagos, dificilmente vai imaginar que por trás de uma mãe pra lá de carinhosa, existe uma policial da Rotam – Rondas Ostensivas Tática Móvel. A equipe Rotam, da Polícia Militar, é acionada para enfrentar ocorrências de maior risco.

Para se ter uma ideia, Biondaro é a única mulher no grupo de policiais. A profissão exige, agora da soldado Biondaro, toda seriedade e dureza para o combate à criminalidade. Mas para ela, seja vestida com a farda ou em casa com a filha e o esposo, a responsabilidade é a mesma.

“Ser mãe não é uma tarefa fácil. Não é só colocar uma criança no mundo, você precisa educar todos os dias, pois o exemplo é que arrasta. Combater o crime também não é uma tarefa fácil, estamos aí todos os dias tentando combater a criminalidade, muitas vezes ‘enxugando gelo’, mas essa é a nossa missão”, disse ela.

Rafaela, por sua vez retribui o carinho recebido da mãe, ao dizer que além de um buquê de flores, daria um buquê de amor para ela. “Isso você me dá todos dias”, declara a mãe, toda emocionada.