SEAMA será ponto de coleta de resíduos volumosos neste sábado

A ação faz parte do Dia Mundial da Limpeza, que envolve vários grupos voluntários – Foto: Divulgação

Moradores de Campo Mourão que tiverem necessidade de descartar resíduos volumosos (como móveis) poderão levá-los neste sábado (21) no pátio da Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente (SEAMA). O ponto de descarte fica na Avenida José Tadeu Nunes (entre a Ciretran e 11º BPM), no Jardim Aparecida. “Não vamos passar nos bairros recolhendo, quem tiver móveis, como sofás, guarda-roupas, entre outros, deverá levar até o local”, reforça o secretário da SEAMA, Franco Sanches.

A ação faz parte do Dia Mundial da Limpeza, que envolve vários grupos voluntários em ações práticas de conscientização ambiental e limpeza da cidade. Durante a semana, diversas ações foram desenvolvidas na cidade, voltadas a orientação e coleta de resíduos, como óleo comestível, lâmpadas, pilhas e baterias, lixo eletrônico, lacres e medicamentos vencidos.

“Cuidar da cidade é dever de todos, por isso essa ação é muito importante e contamos com a colaboração das pessoas”, acrescenta o secretário. É a primeira vez que Campo Mourão foi cadastrada no Dia Mundial da Limpeza, através do professor da UTFPR Edvando Vitor do Couto, que coordena o Projeto Rio do Campo Limpo.

A mobilização de voluntários para a limpeza das cidades neste sábado será realizada em 158 países. A ação, que tem à frente o Instituto Limpa Brasil, simboliza a necessidade de conscientização da sociedade para o problema do descarte irregular de resíduos sólidos urbanos. Em Campo Mourão, serão 22 pontos de coleta de lixo, que posteriormente será recolhido pela empresa responsável pela limpeza pública.

Entre os grupos participantes está o liderado pela primeira-dama do município Hosana Tezelli, idealizadora do projeto “Cidade Limpa e Verde”. “Teremos muito trabalho pela frente, principalmente no falar, compartilhar, explicar e orientar as pessoas sobre a necessidade de mudar hábitos e ajudar a cuidar da sua cidade”, ressalta Hosana, que vai reunir o grupo na Praça São José para início dos trabalhos a partir das 8 horas.

O Dia Mundial da Limpeza começou na Estônia, em 2008, com 50 mil pessoas, que se reuniram para limpar o lixo despejado ilegalmente em terrenos baldios do país inteiro em apenas cinco horas. O sucesso se espalhou pelo mundo e hoje, mais de 158 países organizam limpezas baseadas no mesmo modelo.