Observatório Social elege diretoria para 2019-2021

A advogada Carolina Sequinel sucede o aposentado Roberval Melo Ruscetto na presidência da entidade – Foto: Divulgação

Com chapa única, foi realizada na noite desta terça-feira (16/4) a eleição dos membros do Conselho de Administração e do Conselho Fiscal do Observatório Social do Brasil – Unidade de Campo Mourão para o biênio 2019-2021. A advogada Carolina Sequinel sucede o aposentado Roberval Melo Ruscetto na presidência da entidade, que em setembro próximo completa 12 anos de atuação no Município.

A diretoria eleita, por unanimidade, está assim composta: Carolina Sequinel (presidente), Miguel Theodorovicz (vice-presidente para Assuntos Administrativos-Financeiros); Roberval Melo Ruscetto (vice-presidente para Assuntos Institucionais e de Alianças), Antônia Correa de Melo (vice-presidente para Assuntos de Controle Social e Metodologia), Ater Carlos Cristófoli (vice-presidente para Assuntos de Comunicação e Indicadores). Já o Conselho Fiscal é integrado por Luiz Pepinelli, Léia Uhren, Geraldo Sebastião dos Santos (titulares), Marlene Fiorese de Lima, Wilson Isolani e Nestor Ocimar Bisi (suplentes).

Na assembleia também foi aprovado o novo Estado Social da entidade, agora denominada de Observatório Social do Brasil – Campo Mourão. Também a logomarca da entidade sofreu alterações.

MANDATO

O mandato da atual diretoria, liderada por Roberval Ruscetto, termina no próximo dia 30. Com o novo estatuto em vigor, a entidade passará a contar com um Conselho Consultivo, composto por representantes de entidade sociais, de instituições representativas de classe de outras organizações do Terceiro Setor, de empresas privadas e autarquias legalmente constituídas e em atividade.

O Observatório Social do Brasil – Campo Mourão dará início, em breve, a um trabalho de busca de novos parceiros. Atualmente, a entidade tem como mantenedores a Acicam, Fiorela Panificadora, Escritório Bisi, Cristófoli Biosegurança, Loja Maçônica Oliveira Zanini, Loja Maçônica Templários da Fraternidade, Sicoob e a FIEP.