Museu expõe o rádio que ajudou na emancipação de Campo Mourão

Foto: Divulgação

Há exatos 75 anos, o Paraná passava por um processo de nova divisão administrativa. A Constituição do Estado, promulgada em 1947, determinava ao Governo do Estado que enviasse para a Assembleia Legislativa um projeto para a criação de novos municípios.

A notícia correu o Paraná. Em Campo Mourão, foi ouvida por Francisco Albuquerque, o único morador que tinha um rádio em casa. Assim que ouviu a notícia, ao anoitecer, Albuquerque procurou Pedro Viriato de Souza Filho em sua fazenda. Viriato tinha ligações com autoridades em Curitiba. “Pedro, você é de Curitiba e tem boas amizades lá e hoje, me contaram que o governador está criando diversos municípios, será que não cavamos (criamos) o Município de Campo Mourão?”, teria dito Francisco Albuquerque a Pedro Viriato.

Segundo relatos dos pioneiros, no dia seguinte Pedro Viriato foi a Curitiba de avião e conseguiu uma audiência com o governador Lupion, que mostrou-se contrariado com a viabilidade de emancipação de Campo Mourão. Com a insistência e uma discussão de Pedro Viriato com um secretário de Estado, porém, levou Lupion a ceder o apelo do pioneiro. Assim foi emancipado Campo Mourão.

“O Museu Municipal está passando por um processo de organização interna. Queremos mostrar a riqueza do seu acervo e o rádio que deu a notícia da criação da emancipação de novos municípios e que provocou a criação do município de Campo Mourão faz parte da exposição permanente do Museu. Queremos que os mourãoenses conheçam a nossa história e o Museu tem agora esse papel”, explica o diretor presidente da Fundação Cultural de Campo Mourão, Roberto Cardoso,.

O Museu Municipal “Deolindo Mendes Pereira” foi criado em 1978. Funciona de terça a sábado das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h. Aos sábados das 8h às 12h. A entrada é de graça.