Dengue avança para mais dois bairros e chega a 24 casos em CM

Mais três novos casos de dengue foram registrados pela secretaria de Saúde de Campo Mourão nesta semana, totalizando 24 pessoas acometidas pela doença, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Os novos casos surgiram no Jardim Paulista (2) e Conjunto Cohapar

Dos 24 casos, quatro são importados e 20 foram contraídos no próprio município. A orientação da secretaria da Saúde é para que as pessoas entendam a gravidade do problema e façam cada um a sua parte, eliminando recipientes com água parada.

“É hora de todo mundo se empenhar no combate à dengue, enquanto ainda estamos com incidência baixa de casos. O período considerado mais crítico continua até abril, por isso precisamos manter as ações de combate com muito esforço para evitar uma epidemia em Campo Mourão”, disse o responsável pelo Setor de Endemias, Carlos Bezerra.

A secretaria Municipal de Saúde já realiza desde a semana passada a aplicação do Ultra Volume Baixo (UBV) acoplado em uma camioneta em bairros que registram maior número de casos de dengue.  A UBV pesado tem sido utilizada nos jardins Flora, Albuquerque, Isabel, Nossa Senhora Aparecida, Alvorada e Santa Nilce, áreas onde se concentravam os 21 casos de dengue.

Bezerra orienta a população para que fique atenta aos dias em que o equipamento estiver no bairro. “Recomendamos que os moradores abram janelas e portas quando o equipamento estiver na rua e que mantenham tudo aberto duas horas após a dedetização”, explica.

Animais domésticos, principalmente pássaros, devem ser protegidos contra o produto dentro de casa por um período de duas horas. Bebedouros dos animais e aves também devem ser colocados de boca para baixo e serem lavados antes de voltá-los para o lugar. Roupas devem ser retiradas do vara e produtos de horta só devem ser consumidos no dia seguinte à ação.

Pessoas com problemas alérgicos, respiratórios, em situação de saúde precária, crianças, idosos e gestantes também devem ser protegidos durante a aplicação do produto.