Casa vira “alvo” de veículos desgovernados em rotatória e morador cobra providências

Sem o devido controle da velocidade, motoristas não conseguem fazer a rotatória e derrubam o portao da residência

Quando adquiriu sua casa no final da rua Galo da Serra, no jardim América, Reginaldo Rodrigues de Souza, acreditava ter encontrado um local seguro para sua família. Instalou cerca elétrica no muro para evitar furtos, sem imaginar que outro perigo rondava seu imóvel: o trânsito.

Localizada em frente a uma rotatória, junto à avenida Prefeito Pedro Viriato de Souza Filho, sua residência tem sido alvo constante de veículos dirigidos por motoristas desatentos.

Sem a devida atenção com a velocidade da via, alguns condutores não conseguem fazer a conversão na rotatória, quando trafegam sentido jardim Aeroporto/Demop, e vão parar dentro do quintal da casa de Reginaldo, levando o portão junto. Esse tipo de situação é mais recorrente em dias de chuva, como ocorreu na tarde dessa terça-feira, 14, e em finais de semana.

“Por sorte estava em Iretama com minha família. Quando chegamos, de longe já vimos o portão caído. Um vizinho estava com a placa do carro e disse que o causador do acidente morava perto e me esperava para pagar pelos reparos”, disse Reginaldo.

A situação tem tirado o sono de Reginaldo e sua esposa. A tensão aumenta em dias chuvosos e nos fins de semana, possivelmente pelo abuso dos motoristas com o álcool. “Dois carros e uma moto já vieram parar dentro de minha casa. Minha esposa nem quer mais continuar morando aqui, mas estou pagando o financiamento e não posso sair”, afirma ele.

Um poste na calçada já evitou que o muro de sua casa viesse abaixo em outras situações. “Alguns carros e motos já pararam no poste, senão a situação seria ainda pior. Quando a gente ouve algum barulho de frenagem ou veículos acelerando forte já bate o medo”, desabafa o morador, que já solicitou a construção de um redutor de velocidade no local junto à prefeitura.

Ele conta ainda que já chegou a ser agredido e ameaçado por pessoas que bateram um carro no poste, na calçada de sua casa. Os envolvidos não gostaram quando ele propôs fazer imagens do incidente e cobrar providências da prefeitura. “Um deles usava tornozeleira eletrônica e começaram a me agredir, ameaçando até derrubar o portão de minha casa”, relata ele.

Souza procurou a reportagem do Tasabendo.com para expor o drama que tem vivido. Ele mostrou imagens de câmeras externas de vigilância que registraram algumas das ocorrências.

A reportagem manteve contato com o secretário Municipal de Mobilidade Urbana, Ireno Reis Pereira, e ele disse que a prefeitura já contratou uma empresa para construção de uma faixa elevada na avenida Pedro Viriato. “É tudo que precisamos para evitar que esses acidentes continuem ocorrendo nessa rotatória.”