Campo Limpo: Adita abre as portas para comunidade

Autoridades, agricultores e estudantes vão visitar as unidades de recebimento e processamentos de embalagens vazias de defensivos agrícolas – Foto: Arquivo/Tasabendo.com

A Associação dos Distribuidores de Insumos e Tecnologia Agropecuária (Adita) abre as portas para receber a comunidade durante as comemorações do Dia Nacional do Campo Limpo (DNCL) programadas para este mês. Eventos estão programados para Campo Mourão (16), Umuarama (19) e Maringá (20), quando autoridades, agricultores e estudantes vão visitar as unidades de recebimento e processamentos de embalagens vazias de defensivos agrícolas.

E as ações não param por ai. Também estão previstas palestras em escolas, ações com agricultores, bem como iniciativas de caráter sustentável que visam a melhoria do bem estar e qualidade de vida das pessoas. “Nestas datas abrimos as portas de nossas unidades para que toda a comunidade conheça esse o trabalho da associação, qual é referência para o mundo quando o assunto é recolhimento de embalagens vazias de defensivos agrícolas”, destacou o gerente Operacional da Adita, Waldir José Baccarin.

Por ano, a Adita destina de forma ambientalmente correta 1.500 toneladas de recipientes plásticos. Ela abrange área de 4,3 milhões de hectares, o que corresponde a 21,5% do Estado. São quase 200 associados, entre revendas agropecuárias, cerealistas, cooperativas e usinas. Lembrando que o Brasil é referência mundial na destinação ambientalmente correta do material, encaminhando 94% de embalagens plásticas primárias para reciclagem ou incineração.

Esta será a 15ª edição do “Dia Nacional do Campo Limpo”, qual está prevista para ocorrer em mais de 100 municípios de 22 estados brasileiros. Apesar disso a data só foi instituída oficialmente no calendário nacional em 18 de agosto, por meio da Lei Federal 11.657 de 16 de abril de 2008.

INPEV GERENCIA O SISTEMA

Há 17 anos, o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias(Inpev)) atua como entidade gerenciadora do Sistema Campo Limpo nas atividades de destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas e promove ações de conscientização e educação ambiental sobre o tema, conforme previsto em legislação. É uma instituição sem fins lucrativos formada por mais de 100 empresas e nove entidades representativas da indústria do setor, distribuidores e agricultores.

O Sistema Campo Limpo tem como princípio a responsabilidade compartilhada entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público) para realizar a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas.