Agências colocaram mais de 75 mil pessoas no mercado em 2019 no Paraná

Até novembro de 2019 foram 75.627 mil colocados pelas agências, contra 71.717 mil no mesmo período de 2018 – Foto: Divulgação

O trabalho intenso promovido este ano pela Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho já resultou no aumento de 5,45% no total de trabalhadores colocados no mercado de trabalho formal no Paraná, através da intermediação de mão de obra nas 216 Agências do Trabalhador do Estado. Até novembro de 2019 foram 75.627 mil colocados pelas agências, contra 71.717 mil no mesmo período de 2018.

O aumento no número é resultado da qualificação feita por parte do Departamento do Trabalho e Estímulo à Geração de Renda da Secretaria para toda a rede. “Tínhamos um resultado desfavorável principalmente nos meses de janeiro e fevereiro, por isso se fez necessária uma mudança de atitude para aumentar este número, o que resultou nessa melhora”, disse o diretor do Departamento do Trabalho da Secretaria, Eder Colaço.

De acordo com o secretário Ney Leprevost, essa ação reflete no aumento da produção de todas as agências, com diversos recrutamentos em andamento por todo o Estado. Com isso foi possível recuperar a imagem das Agências do Trabalhador e a credibilidade junto ao empresariado e hoje já se consolida o avanço no quesito de recrutamento de mão de obra”.

EMPREGA MAIS PARANÁ

A procura de parcerias com empresas, no intuito de buscar e aumentar o número de vagas e aproximar governo da iniciativa privada, é o foco da ação “Emprega Mais Paraná”, por meio da qual uma Agência do Trabalhador itinerante percorrerá o Estado para intermediação de mão de obra.

A ação começa como “Emprega Mais Litoral” durante o Verão Maior do Governo nas praias do Estado: a Agência do Trabalhador itinerante estará nos municípios litorâneos até o Carnaval. Depois, percorrerá o Interior.


Reunião técnica com a equipe do Escritório Regional de Curitiba e Litoral

A equipe técnica do Departamento do Trabalho reuniu na segunda-feira (09) os gerentes e técnicos das Agências do Trabalhador de Curitiba, Região Metropolitana e Litoral para avaliar e apresentar os resultados 2019.

Foram relatados também as mudanças e inovações repassadas pelo Ministério da Economia a partir de 2020 e que os critérios de avaliação e medição dos resultados terão alterações. O resultado a ser alcançado em dezembro de 2019 será fundamental para o fechamento do ano.

Agência Estadual de Notícias