Unespar de Campo Mourão trabalha para criação de três novos cursos

O campus de Campo Mourão da Universidade Estadual do Paraná (Unespar) vem trabalhando, ao longo de 2020, para possibilitar a oferta de três novos cursos de graduação: Direito, Agronomia e Odontologia. Os cursos foram escolhidos por meio de enquete online, realizada no início deste ano, que contou com quase 3 mil votantes, entre comunidade interna e externa.

Segundo o diretor do campus, professor João Marcos Borges Avelar, os diálogos para implantação de novos cursos foram iniciados há cerca de um ano e resultaram na formação de um Grupo de Trabalho (GT) específico para este fim. “Temos muito respeito aos cursos já existentes, mas a demanda da sociedade evidencia a necessidade de abrir novos cursos”, justifica. O último curso criado pelo campus foi o de licenciatura em História, em 2011.
Conforme explica o coordenador do GT,  professor Adalberto Dias, embora dois dos três cursos escolhidos já sejam ofertados por faculdades privadas no município, o alto custo da mensalidade faz com que eles não sejam acessíveis a grande parte da população, o que legitima a implementação por parte da universidade. “Somos uma instituição pública a serviço da sociedade, se estes cursos apresentaram maior demanda via questionário, então entendemos que esta também é nossa realidade”, salienta.
A partir do resultado da enquete, o GT, composto por professores, um estudante e comunidade externa, representada por membros Conselho Consultivo Comunitário do campus, vem se organizando para desenvolver e apresentar as propostas aos conselhos superiores da universidade. Em sua última reunião, realizada no dia 2 de junho, o GT definiu que cada proposta seria desenvolvida por uma subcomissão, as quais, neste primeiro momento, devem realizar consultas aos conselhos de classe ligados aos cursos, bem como às universidades estaduais que já ofertam as graduações.

Para que sejam efetivados, as propostas dos cursos devem ser aprovadas pelo Conselho de Campus, Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe), Conselho de Administração e Finanças (CAD) e Conselho Universitário (COU). Após isso, ainda dependem de aprovação da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná (Seti). A previsão é de que os Projetos Pedagógicos dos Cursos (PPC) tramitem para deliberação nos conselhos da universidade até o próximo ano.