Curso de Medicina do Integrado vai promover simulação de desastre com 50 “vítimas”

Os Hospitais Santa Casa de Campo Mourão e o Unimed Unidade Centro se dispuseram a receber e prestar o atendimento as “vítimas”

Com a realização do XII Congresso Científico Cultural do Estado do Paraná (CONCCEPAR), o Curso de Medicina do Centro Universitário Integrado por meio da Liga Acadêmica de Trauma e Emergência (LATEM), promoverá no próximo sábado (28) uma atividade de Simulação de Desastre, com um incêndio simulado em um prédio no Campus, com cerca de 50 “vítimas”.

As vítimas serão alunos que simularão feridos para que seja possível o treinamento de acadêmicos e profissionais da saúdeem diferentes instâncias: no atendimento pré-hospitalar, triagem, transporte de vítimas e atendimento hospitalar.

O objetivo da simulação com múltiplas vítimas é preparar e treinar toda a equipe envolvida com a saúde no município de Campo Mourão, para que em casos parecidos como este, todos estejam prontos e preparados para prestar o melhor atendimento e diminuir os danos causados por catástrofes como essa.

Para a médica, professora do curso de Medicina e preceptora da LATEM, Dra. Chiara Beletato, além de uma das idealizadoras do treinamento, as situações catastróficas nunca são planejadas e, organizar a estrutura da cidade é de extrema importância para enfrentar uma situação adversa e salvar a vida das pessoas que estão em risco.

Na simulação estarão envolvidas diversas empresas e órgãos públicos como a Polícia Militar, que atuará no isolamento da área e garantirá a segurança do local do incêndio. Para o “atendimento pré-hospitalar”, triagem e transporte das vítimas a simulação terá o apoio e participação do Corpo de Bombeiros, do SAMU-192, da Empresa Univida, da UNIMED e da Prefeitura de Campo Mourão. Os Hospitais Santa Casa de Campo Mourão e o Unimed Unidade Centro se dispuseram a receber e prestar o atendimento as “vítimas”.

Segundo a cirurgiã vascular, professora e preceptora da LATEM e também idealizadora do projeto, Dra. Sarah Obadovski, o gerenciamento e a organização dos recursos materiais e humanos são muito importantes em uma situação com múltiplas vítimas, por isso é fundamental a articulação entre diversas entidades e órgãos públicos.

Este projeto será um marco para o desenvolvimento da Saúde de Campo Mourão, pois a partir dele, podem ser identificadas lacunas e potencialidades, através da discussão de acertos e erros dos envolvidos, para que todo o sistema esteja pronto em uma eventual necessidade. É a saúde de Campo Mourão se mobilizando para a melhoria do atendimento a população.