Audiências no Ministério da Saúde rendem bons resultados para Campo Mourão

Saúde

As audiências realizadas no início da semana pelos gestores de Campo Mourão no Ministério da Saúde foram produtivas, especialmente para melhorias no atendimento na Santa Casa Regional. A avaliação é da secretária municipal Rosemeire Martello e da chefe da 11ª Regional de Saúde, Elenita Mortean, que acompanharam o prefeito Tauillo Tezelli em Brasília.

“Passamos o dia com técnicos do Ministério para dar andamento em pendências da Santa Casa e conseguimos avançar. Demonstramos que os serviços da Rede Cegonha voltado a gestantes e crianças estão aptos a serem habilitados”, explica a secretária. As gestoras do município também comprovaram aos técnicos do Ministério que a Santa Casa está apta a receber recursos para serviços de urgência e emergência.

Segundo ela, também foi liberada a portaria de reabilitação da oncologia, com a proposta de melhorias no atendimento. A partir de maio, será regularizado o pagamento para atendimento de pacientes em terapia renal substitutiva. “Encaminhamos ainda solicitação de um aparelho de ressonância magnética para a Santa Casa”, explicou.

Sobre a inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), uma equipe técnica do Ministério da Saúde deverá visitar Campo Mourão para tratar do assunto. “Inicialmente discutimos a organização do atendimento dos serviços de entrada de urgência para Campo Mourão e Goioerê”, acrescentou a secretária. Outra boa notícia é a reposição de dois médicos do Programa Mais Médicos, a partir do mês de abril.

EMENDA – As audiências foram agendadas pelo deputado federal Rubens Bueno, autor de uma emenda de R$ 450 mil no orçamento deste ano para compra de equipamentos para a Santa Casa. “A pedido da direção do hospital, propusemos ao Ministério transformar esse valor em custeio”, disse Rosemeire, ao destacar que o Ministério dispõe de recursos para custeio que podem ser pleiteados por emenda parlamentar.