“Devemos ser a mudança que tanto desejamos”, por Vanessa Santos, na coluna “Por escrito”

Os nossos atos, conscientes ou não, prejudicam não somente nós mesmos, mas também outras pessoas. Não temos sondado o que fazemos, o que falamos, e isso tudo nos traz conseqüências. Reclamamos tanto da vida que levamos, porém, não temos a atitude de mudar o que é necessário. Nunca olhamos para nós mesmos, para que o que temos feito, não praticamos a empatia.

Nós sabemos criticar as atitudes, apontar os defeitos do outro, dizer que ele precisar mudar, mas não percebemos que a mudança, talvez precise começar em nós. Não há ninguém que possa se considerar perfeito. Essa qualidade pertence somente a Jesus. Ele agia sempre com humildade, lavava os pés dos discípulos, era servo sendo Rei, não considerava a sua perfeição. Nós ainda estamos sendo moldados por Ele e temos muito que aprender com os seus exemplos, com o modo como ele agia em cada situação.

A busca incessante por uma mudança de vida e de hábitos é necessária. Somente desta forma podemos nos tornar melhores do que somos. Ser uma pessoa grande, não se trata de estatura, status ou posses, mas sim de coração, do que há dentro dele, da forma como tratamos os nossos familiares, amigos e colegas. Tudo o que plantamos, nós colhemos, devemos plantar coisas boas, para que as nossas próximas colheitas sejam boas também.

Vanessa Pereira Dos Santos, 24 anos, estudante do curso de Administração da Faculdade Integrado de Campo Mourão, nascida em Roncador/PR, moradora de Campo Mourão/PR.

Participe da coluna “Por escrito”! Mande seu texto (artigo, poesia, prosa, crônica, etc), com foto e breve biografia para [email protected]