“Baleia – Gigantes do Mar”, por Geraldo Oliveira, na coluna “Por escrito”

Geraldo Oliveira 2

BALEIA
Gigantes do mar

Há no mundo algo em torno de 40 espécies de baleia, mas essa é uma estimativa ainda não concluída.Um número preciso deve demorar a surgir, porque é provável que ainda haja espécies desconhecidas ou não caracterizadas. Pesquisadores japoneses, por exemplo, relataram em novembro a descoberta de uma nova espécie (aparentada com a baleia-fin) e constataram que a baleia-de-Bryde pode se subdividir em duas espécies. Além disso, dependendo do critério de classificação o número pode variar, porque algumas espécies são evolutivamente mais próximas dos golfinhos.

Outra dificuldade dos pesquisadores é que algumas baleias possuem população muito pequena, já em risco de extinção. Por causa disso, a caça comercial desses mamíferos está embargada desde 1985, apesar de países liderados pelo Japão reivindicarem o fim da proibição.

BALEIA
Prof. Geraldo
I
Baleia vive no mar
Cruzando a imensidão
Tem a sua identidade
E não pede opinião
Cruza o mar de norte a sul
Leva junto seus filhotes
Faz isso a baleia azul
Faz também a cachalote
II
Baleia é monstro sagrado
Que Deus criou no começo
É como os tais dinossauros
Que a ciência tem apreço
Não consigo acreditar
Que de fato existiram
E o que dizer de seus fósseis
Que os homens descobriram?
III
Enquanto isso a baleia
Vai singrando mar adentro
Atraindo pescadores
Pra um combate sangrento
Isso porque sua carne
Tem grande aceitação
E o maior dos predadores
Tem como nome Japão

IV
Baleia singra os mares
Impoluta e imponente
Há um respeito geral
Por todos seus oponentes
Somente o homem amedronta
O grande monstro marinho
Eles matam a baleia
Por interesse mesquinho
V
Agora já existem leis
Proibindo essa matança
O homem seu predador
Freou a sua ganância
Já se percebe a baleia
Com boa população
E quem caçava baleia
Hoje caça tubarão
VI
Baleia chega medir
Trinta metros lineares
Cento e oitenta mil kilos
Cruzando os grandes mares
É um monstro inigualável
Que vive aqui nessa terra
Vamos então protegê-la
Sem envolvê-la na guerra

Geraldo Oliveira, 80 anos, é professor aposentado. Natural de Promissão (SP), o escritor reside em Campo Mourão desde 1980. https://www.facebook.com/geraldo.oliveira.921?fref=ts

Participe da coluna “Por escrito”! Mande seu texto (artigo, poesia, prosa, crônica, etc), com foto e breve biografia para [email protected]