Por Escrito

“Achas que me conheces”, por Fátima S. Ferreira, na coluna “Por escrito”

Publicado em 10 de janeiro, 2017 às 15:27

fatima-03

Quando me encontrares, diga-me um ‘Oi’… Quem sabe conheceras uma ínfima partícula de quem eu sou… Ou me desconhecerás, definitivamente.

Achas que me conheces e tão rapidamente, me dás nomes. Quer saber mais dos meus desejos do que eu mesma. Ignora-me e ao mesmo tempo me atribui personagens.

Já até pensou que sou uma representação religiosa… Que sou uma entidade que urgentemente precisa de exorcismo para que eu me liberte de minhas possessões.

Vê-me sem roupas, mas mal sabes que tão poucas vezes me despi para mim mesma. Que o meu despir, embora raro, é tão diferente desse seu despir supostamente imaginário e totalmente físico.

Dá-me amantes, mas não sabe que quando escrevo, estou na mais absoluta prazerosa solidão desprovida de qualquer companhia… A não ser inteiramente, a minha.

Sou tua amizade inimiga, porque nunca me deu um “Bom dia” e nem respondeu quando pediu que alguém lhe cumprimentasse virtualmente. (É, realmente, iria pegar mal… Sou de caráter duvidoso e ficarias exatamente como eu sou).

Conheces-me tanto e nunca quis realmente se conhecer… Conheces-me exageradamente e nem sabe que eu me conheço tão pouco… Vivo em constante mutação… Sou um pouco de tudo que me cerca… Ao mesmo tempo em que tenho consciência que tão pouco ou nada sou.

02/01/17  – Maria de Fátima Saraiva Ferreira. Nascida em Umuarama – PR, reside em Campo Mourão desde 1993. Concluiu Licenciatura em Geografia no ano de 2008 pela UNESPAR /FECILCAM – Campo Mourão – PR. É membro da Associação Mourãoense de Escritores (AME).

Participe da coluna “Por escrito”! Mande seu texto (artigo, poesia, prosa, crônica, etc), com foto e breve biografia para contadokadu@gmail.com

 

Comentários

Últimas Notícias

Voltar ao topo