Sanepar terá de informar o lucro mensal em Campo Mourão

Sanepar2

A Câmara Municipal aprovou nesta semana, por unanimidade, requerimento do vereador Dr. Miguel Batista Ribeiro (PRB) para que a Sanepar preste uma série de informações sobre o alcance dos serviços prestado em Campo Mourão, faturamento e lucro obtido mensalmente e a data de vencimento do contrato de concessão.

O requerimento foi apresentado em regime de urgência e já existe uma mobilização no Legislativo Municipal para que seja agendada uma audiência pública com representantes da Sanepar e do governo municipal para tratar da exploração dos serviços de saneamento em Campo Mourão. Uma das ideias em discussão é que, ao final do contrato com a Sanepar, o próprio Município passe a administrar os serviços, através da criação de uma autarquia.

“Tendo em vista que as taxas de saneamento têm cada vez mais aumentado – explica o vereador Dr. Miguel – necessário se faz uma consulta junto ao Município e a empresa prestadora dos serviços para que sejam esclarecidos os pontos apresentados no requerimento”.

Qual a data de início e término da vigência do contrato entre o Município de Campo Mourão e a Sanepar? Quantas residências são atendidas pela empresa em Campo Mourão: Quantas ainda não possuem o serviço de saneamento básico? Qual o custo mensal total da Sanepar com a prestação de serviços realizada em Campo Mourão? Qual o valor mensal total arrecadado pela Sanepar em Campo Mourão? Esses foram alguns dos questionamentos apresentados.

O vereador pediu ainda relatório especificando os valores gastos com o quadro de funcionários, materiais e outras despesas. “Não estamos questionando a qualidade dos serviços prestados, mas queremos saber se o lucro aqui obtido pela empresa condiz com a realidade vivida pelo Brasil e os brasileiros. Afinal, são muitas as reclamações sobre os valores cobrados dos usuários dos serviços”, ressalta o vereador Dr. Miguel.

Melhorias

O vereador do PRB também apresentou indicações para que a prefeitura providencie o recapeamento em toda a extensão da rua Coelho Júnior (jardim Flórida)  e execute o asfaltamento  – ou, ao menos, o cascalhamento – da estrada que liga o jardim Paulino a BR 369 (continuação da rua 27 de Dezembro).