Geral

  Colégio Adventista

Faculdade Integrado e Sesc comemoram o Dia Mundial da Saúde e Nutrição

Publicado em 5 de abril, 2017 às 15:34

Estudantes do curso de Nutrição abordaram o sódio na alimentação.

Na última sexta-feira (31), o curso de Nutrição da Faculdade Integrado e a unidade do Sesc (Serviço Social do Comércio) de Campo Mourão comemoraram o Dia Mundial da Saúde e Nutrição. Para isso, foi organizado, no hall de entrada do Sesc, um posto de orientação sobre a alimentação saudável. De acordo com a professora do curso, Pâmela Nasser, essa parceria existe há alguns anos. “Buscamos temas interessantes, que a população tem dúvidas”, afirmou ela.

Nessa edição do evento, o intuito foi promover uma conscientização sobre a ingestão do sódio, mineral que é o principal componente do nosso sal de cozinha e que também está presente em muitos alimentos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o consumo diário recomendado é de dois gramas de sódio por pessoa, o que equivale a cinco gramas de sal. No entanto, a média dos brasileiros é de 12 gramas de sal por dia, mais que o dobro. O consumo exagerado aumenta o risco de hipertensão e de doenças cardiovasculares.

A atividade contou com a participação de acadêmicos do curso de Nutrição da Instituição. Eles expuseram alimentos com alto e baixo teor de sódio e também falaram sobre a quantidade presente em alimentos ultraprocessados. “A gente não tem noção do que vêm nos produtos. O macarrão instantâneo é um exemplo de alimento com muito sal. Me assustei”, comentou Ester Ribas Pardine.

Na ocasião, as diferenças entre os vários tipos de sal existentes, como o marinho, o light e o rosa também foram abordadas. “Pelo custo/benefício, o sal refinado pode ser trocado pelo marinho, já que ele tem mais minerais e uma quantidade um pouco menor de sódio. Quem não tem problema renal ou cardiovascular, pode utilizar o sal light”, explicou Pâmela. Outra sugestão da professora é que o saleiro, sempre à mesa, seja deixado no armário e substituído por temperos naturais ou por um sal feito à base de ervas.

Dos alunos da Educação Infantil ao Grupo da Melhor Idade do Sesc, todos se mostraram muito interessados pelo assunto. Raimundo Spaki aproveitou para tirar algumas dúvidas sobre o guaraná em pó e se surpreendeu com a quantidade de sal presente em alguns alimentos. “Gostei da iniciativa. Valeu a pena ter vindo”, acrescentou o aposentado.

Centro Diesel
Laugerie
Radiadores Lopes Quadrado Interna
Auto Escola Allan – Quadrado – Interna
CNA
Nutrimix – Terraço – Quadrado – Interna
Cipronenge Quadrado
Hamburgueria Thiago Lateral Notícia
Unicampo
Pet Center
Up Vet

Comentários

Carraro Advogados
Voltar ao topo