Agronegócio

  Colégio Adventista

Coamo tem receitas globais de R$ 8,68 bi e sobras de R$ 258,7 mi

Publicado em 11 de fevereiro, 2015 às 07:59 - Atualizado em 29 de abril, 2015 às 14:23

A Coamo Agroindustrial Cooperativa registrou no exercício de 2014, receitas globais de R$ 8,68 bilhões com crescimento de 6,2% em relação ao anterior e sobras de      R$ 258,7 milhões, que serão distribuídas a partir desta quarta-feira (11) aos mais de 27 mil associados nas suas unidades do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. Os números do exercício foram apresentados e aprovados pelos associados na 45ª Assembleia Geral Ordinária (AGO) realizada em Campo Mourão, Centro-Oeste do Paraná. Em dezembro, os associados já haviam recebidos R$ 72,6 milhões como adiantamento das sobras do exercício 2014.

FATORES – O engenheiro agrônomo José Aroldo Gallassini, presidente da Coamo, comemora os bons resultados e a satisfação em propiciar retorno novamente ao quadro social, fruto da sua participação no abastecimento de insumos, entrega da produção e movimentação na cooperativa. “As receitas globais só não foram maiores devido a alguns fatores ocorridos neste ano, como a não comercialização de boa parte das safras de soja e milho pelos associados, que retiveram os produtos na cooperativa aguardando uma melhor época para comercializar.”

INDICADORES – O relatório da gestão apresentado pelo presidente da Coamo, informa ativo total da Coamo de R$ 7,0 bilhões, patrimônio líquido de R$ 3,14 bilhões, representando um crescimento de 15,0% em relação ao ano anterior.

INVESTIMENTOS – Para melhorar o recebimento, a armazenagem da produção e a qualidade no atendimento dos associados, bem como ampliação do parque industrial e renovação e ampliação da frota de veículos, a Coamo investiu o montante de R$ 431,55 milhões, cujas melhorias foram realizadas em 114 entrepostos e indústrias.

PRODUÇÃO – Em 2014, a Coamo recebeu 7,0 milhões de toneladas de produtos agrícolas, correspondendo a 3,6% da produção nacional de grãos e fibras.  A estrutura adequada e ágil foi realizada em 115 unidades de recebimento instaladas em 68 municípios nos Estados do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. A capacidade estática de armazenagem da cooperativa é de 4,86 milhões de toneladas a granel e 920,14 mil toneladas de ensacados.  Para movimentar os produtos recebidos e industrializados, foi utilizada uma frota própria de 678 caminhões, além de mais de 1.500 caminhões de frota de terceiros.

INDUSTRIALIZAÇÃO – O parque industrial da Coamo composto por duas indústrias de esmagamento de soja, refinaria e envase de óleo de soja, fábrica de gordura vegetal e margarina, moinho de trigo, torrefação e moagem de café e duas fiações de algodão, industrializou 1,50 milhão de toneladas de soja, 59,68 mil toneladas de trigo, 3,25 mil toneladas de café beneficiado e 9,54 mil toneladas de algodão em pluma.

EXPORTAÇÃO – As  exportações de produtos agrícolas industrializados e in natura no exercício de 2014 foram realizadas por meio dos terminais marítimo da Coamo e de terceiros no Porto de Paranaguá, no Paraná, e pelo Porto de São Francisco do Sul, em Santa Catarina, no volume de 1,80 milhões de toneladas e o montante de US$ 903,69 milhões. Também foram comercializadas 960,70 mil toneladas de produtos destinados à exportação, no montante de US$ 409,53 milhões. Esta performance colocou a Coamo na 37ª posição entre as maiores empresas exportadoras do Brasil e a 1ª do Paraná.

BRASIL QUE DÁ CERTO – Para o presidente da Organização das Cooperativas do Estado do Paraná- Sistema Ocepar/Sescoop – João Paulo Koslovski que prestigiou a AGO da Coamo, o cooperativismo é um sistema que gera, agrega e desenvolve milhares de pessoas em diversas áreas. “O trabalho e os resultados conquistados pela Coamo são motivos de orgulho, em face do profissionalismo, gestão, tecnologia e investimento na educação e capacitação de cooperados e colaboradores. Estamos orgulhosos em testemunhar o bom exemplo da Coamo, que é um Brasil que deu certo”, afirma Koslovski.

EFICIÊNCIA – “Em 2014, a Coamo gerou e recolheu o montante de R$ 335,27 milhões em impostos, taxas e contribuições sociais. E todo o trabalho que resultou em desenvolvimento econômico, técnico e social dos 27.398 associados foram realizados por 6.727 funcionários efetivos com qualidade e eficiência. Agradecemos o resultado expressivo com a certeza de que o sucesso da Coamo deve-se a confiança e  apoio dos associados, aliado a dedicação e profissionalismo dos nossos funcionários”, afirma Gallassini.

Radiadores Lopes Quadrado Interna
CNA
Centro Diesel
Laugerie
Auto Escola Allan – Quadrado – Interna
Cipronenge Quadrado
Nutrimix – Terraço – Quadrado – Interna
Pet Center
Unicampo
Up Vet

Comentários

Voltar ao topo